Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


11
Mar08

Parede...

por sigacafe


 Não costuma ser normal vir fazer post's sobre mim ou sobre situações da minha vida, mas sinto-me num beco sem saída. Beco este que dia pós dia fica mais escuro, procuro saídas de emergência e não as encontro.
 Vi uma luz num caminho, e decidi perseguir essa luz. Começo a correr, mas o cansaço aparece e começo a caminhar lentamente em direcção a essa luz. Passado algum tempo bato com a cabeça numa enorme parede feita de tijolo. Começo  a observar bem a parede e deparo-me abismado com imagens grafitadas de momentos da minha vida. Vejo amigos, uns com grandes sorrisos outros com um olhar de malvadez. Vejo noutro canto o meu passado, os momentos de estudante que me alegraram tanto e que acho que podia ter feito mais e melhor.  "amigas" e exes mais uma vez umas a sorrirem de contentes por me verem e por conversarem comigo e outras com um olhar de lado, um olhar demolidor, um "mau olhar". O trabalho também se encontra nesta parede incógnica, que por alguma razão me apareceu no caminho, vejo-me em frente do PC mergulhado em grandes montes de papéis, tentando respirar mas nunca chegando ao topo do monte. Outra imagem na parede é uma obra de DA VINCI o "Homem Vitruviano" mas este se encontra com a minha face, certamente referente a minha saude, equilibrada mas um bocado desfocada...Dasss que coisa estranha.
Todas estas imagens se encontram numa parede mal empilhada, mas sólida não mostrando quebras. Tento o trepar mas é demasiado alto para saltar, impossível o derrubar tento o contornar mas este parece não ter fim. Dia após dia me desmoralizo mais, não vejo soluções para passar, as imagens entram-me na cabeça como se fosse pedradas, obrigando a encolher-me e a proteger-me com as mãos. Perco a noção do tempo e da realidade. Mas levanto-me e encho-me de força e sei que sou capaz de ultrapassar esta grande barreira que cada fez fica maior...  Mas as soluções não aparecem, continuo a fazer frente ao bombardeamento das imagens defendo-me como posso, mas não sabendo como as deitar abaixo...

Minha questão. Para ultrapassar esta barreira o que fazer?!

P.S.  - Não me meto em drogas.. hehehe


Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D