.sobre o tasco

.Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 

.ultimas tretas

. Jornalismo da Crise

.tretas arquivadas

. Novembro 2015

. Julho 2011

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds

Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

Jornalismo da Crise

 

 

-Imagem retirada na NET-

 

De volta a este cantinho. Venho hoje falar de uma grande indignação minha. Porque?! Por causa do jornalismo impiedoso e venenoso que se está a fazer-se neste nosso Portugal.

 

Sabe-se que hoje em dia existe em média cerca de 2 milhões de analfabetos em Portugal, muitos deles ignorantes sobre assuntos sérios da sociedade mundial. Desculpem a minha expressão agressiva.

 

Portugal está a passar por uma fase dificil em termos económicos, tal como o resto do Mundo. Mas a crise é geral, os bancos Norte-Americanos(que são os maiores do mundo em termos económicos) estão falidos, precissam que o Governo injectem dinheiro para sobreviverem. Com isto a Europa sobre as concequencias e os Bancos europeus recentem da economia Americana. Mas dai a Portugal ser afectado tem muito que andar.

 

Na semana passada fui ao banco e o gerente estava com os poucos cabelos em pé, os clientes tavam com medo que o banco falice e queriam tirar todo o dinheiro da conta...
Por amor de Deus, não é preciso chegar a este ponto, pois no mesmo dia o ministro da Economia tinha comunicado ao país que Portugal tava bem de saúde e que o Governo responsabilizava com as dificuldades economicas de cada banco, ou seja tem um fundo de emergencia caso o país viva momento de catastrofe.

 

Posso não perceber muito disto, mas caso Portugal tenha os bancos em banca rota, muitos países Europeus iram primeiro do que nós à falencia, daí a minha preocupação ser pouco ou nula. O que me irrita é mesmo o jornalismo praticado, que está a por a população toda em alerta sem razão nenhuma... O jornalismo neste momento consegue mexer com muita gente principalmente os mais ignorantes(sem ofensa a ninguem), se abrissem o jornal das 20h com a noticia que o mundo iria acabar para a semana e a unica salvação era mesmo enfiarem-se debaixo da terra, muita gente o fazia...

 

sinto-me:
servido por sigacafe às 17:46

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.Cervejas aconselháveis